“Bendito és tu, Senhor, Deus de nossos Pais”: o Hino dos Três Jovens em Dn 3 (versão grega)

Autores

Palavras-chave:

Daniel, Antíoco IV, Revolta dos Macabeus, Exílio, Septuaginta

Resumo

Este artigo tem como foco uma análise histórico-social de Daniel 3,52-90, que mostra o hino dos três jovens, amigos de Daniel, sendo cantado enquanto estavam dentro da fornalha ardente. Esse trecho, escrito em grego e incluído na versão de Daniel da Septuaginta, mostra que no período pós-revolta dos Macabeus contra o governo selêucida de Antíoco IV havia um sentimento de que Deus tinha feito grande intervenção por Israel. A análise do texto procurará mostrar justamente de que maneira se apresenta essa crença e em que ambiente esse texto foi elaborado. Outro aspecto importante de análise será a relação desse hino com o material do Antigo Testamento, especialmente com os Salmos, mostrando como profundas tradições populares foram perpetuadas nas gerações seguintes.

Biografia do Autor

Marcelo da Silva Carneiro, Faculdade de Teologia de São Paulo da IPIB, Brasil

Doutor em Ciências da Religião (UMESP); Mestre em Teologia (PUC-RJ); Docente de Novo Testamento na
FATIPI; Pesquisador do Cristianismo Primitivo no Grupo Oracula; Teólogo Metodista.

Referências

BARTON, George A. “The Composition of Book of Daniel”. In: Journal of Biblical Literature, vol. 17, n. 1, 1898, p. 62-86.

Bíblia de Jerusalém. Nova edição, revista e ampliada. 1. ed. 2002. São Paulo: Paulus, 11. reimpressão, 2016.

CARNEIRO, Marcelo da Silva. Introdução ao Novo Testamento. Rio de Janeiro: Quartica, 2006.

COLLINS, John J. A imaginação apocalíptica – Uma introdução à literatura apocalíptica judaica. Tradução de Carlos Guilherme da Silva Magajewski. São Paulo: Paulus, 2010.

GRUEN, Wolfgang. O tempo que se chama hoje. Uma introdução ao Antigo Testamento. 6. ed. São Paulo: Edições Paulinas, 1985.

JEFFERY, Arthur. “The Book of Daniel. Introduction”. In: The Interpreter’s Bible. Vol. 6. Nova York: Abingdon Press, 1956.

LELLIS, Nelson (org.). Israel no período persa. A (re)construção (teológica) da comunidade judaíta e outros ensaios. São Paulo: Edições Loyola, 2018.

NICKELSBURG, George W.E. Literatura Judaica, entre a Bíblia e a Mixná. Uma introdução histórica e literária. Tradução de Elisabeth A. Soares. São Paulo: Paulus, 2011.

OTZEN, Benedikt. O judaísmo na Antiguidade – A história política e as correntes religiosas de Alexandre Magno até o imperador Adriano. Tradução de Rosangela Molento Ferreira. São Paulo: Paulinas, 2003.

SAMOYAULT, Tiphaine. A intertextualidade. Tradução de Sandra Nitrini. São Paulo: Aderaldo & Rothschild, 2008.

Septuaginta. Id est Vetus Testamentum graece iuxta LXX interpretes edidit Alfred Rahlfs. Dua volumina in uno. Stuttgart: Deutsche Bibelgesellschaft, 1979.

VILLAC, Sylvia & SCARDELAI, Donizete. Introdução ao Primeiro Testamento – Deus e Israel constroem a história. São Paulo: Paulus, 2007.

ZENGER, Erich et al. Introdução ao Antigo Testamento. Tradução de Werner Fuchs. São Paulo: Edições Loyola, 2003.

Downloads

Publicado

06/10/2021

Como Citar

CARNEIRO, M. da S. . “Bendito és tu, Senhor, Deus de nossos Pais”: o Hino dos Três Jovens em Dn 3 (versão grega). Estudos Bíblicos, São Paulo, v. 36, n. 141, p. 56–71, 2021. Disponível em: https://revista.abib.org.br/EB/article/view/32. Acesso em: 27 nov. 2022.