O messianismo de Qumran e o Quarto Evangelho

Autores

  • Gilvan Leite de Araujo Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, Brasil
  • Leonardo Henrique da Silva Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, Brasil

Palavras-chave:

Qumran, essênios, Mestre de Jsutiça, Messias, Evangelho de João

Resumo

Desde que foram descobertos, os Manuscritos do Mar Morto têm lançado luzes sobre as tradições teológicas do Novo Testamento, dentre as quais o Quarto Evangelho, podendo assim ser de grande importância para um melhor entendimento dos escritos joaninos, os quais apresentam algumas peculiaridades que os diferenciam da teologia dos sinóticos. Neste sentido, a literatura de Qumran – a qual apresenta uma teologia messiânica peculiar – é de grande importância para se compreender alguns aspectos da teologia, e principalmente da cristologia do Quarto Evangelho.

Biografia do Autor

Gilvan Leite de Araujo, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, Brasil

Doutorado em Teologia Bíblica pela Pontifícia Universidade São Tomás de Aquino, Roma, Mestrado em teologia  Bíblica pela Pontifícia Universidade São Tomás de Aquino, Roma. Pós-Doutorado em Teologia Bíblica pela Pontifícia Universidade Gregoriana de Roma, Roma. Membro do Programa de estudos Pós-Graduados em Teologia da PUC-SP. Membro Coordenador do Grupo de Pesquisa LIJO (Literatura Joanina). Professor na Pontifícia Universidade Católica de São Paulo.

Leonardo Henrique da Silva, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, Brasil

Graduado na Faculdade de Teologia da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. Membro do Grupo de Pesquisa LIJO (Literatura Joanina).

Referências

ANDERSON, Paul N. John and Qumran: Discovery and Interpretation over sixty years. In: Coloe, M.L.; Thatcher , T. John. Qumran, and the Dead Sea Scrolls: sixty years of discovery and debate. Atlanta: Society of Biblical Literature, 2011.

Bergsma, J.S. Qumran Self-Identity: “Israel” or “Judah”? In: Dead Sea Discoveries 15, 2008, p. 172-189.

BÍBLIA DE JERUSALÉM. São Paulo: Paulus 2002.

Bowman , John. Contact between Samaritan Sects and Qumran? In. Vetus Testamentum 7, 1957, p. 184-189.

Brown, Raymond E. The Qumran Scrolls and the Johannine Gospel and Epistles. II. Other Similarities. In: The Catholic Biblical Quarterly 17, 1955, p. 559-574.

Brown, Raymond E. Introduzione al Vangelo di Giovanni. Editado por Francis J. Moloney. Bréscia: Queriniana, 2007.

Fitzmyer , J. 101 perguntas sobre os Manuscritos do Mar Morto. São Paulo: Loyola, 1997.

Hutchison, John C. Was John the Baptist an Essene from Qumran? In: Bibliotheca Sacra 159, 2002, p. 187.

Josefo, F. História dos hebreus. Rio de Janeiro: CPAD, 2013.

Martínez , F. Textos de Qumran. Petrópolis: Vozes, 1995.

MARTÍNEZ, F. & BARRERA, J. Os homens de Qumran: literatura, estrutura e concepções religiosas. Petrópolis: Vozes 1996.

Mburu, Elizabeth W. Qumran and the Origins of Johannine Language and Symbolism. Nova York: T&T Clark, 2010.

Pouilly , J. Qumrã – Textos escolhidos. São Paulo: Paulinas, 1992.

Schattner -Rieser, Ursula. Garizim versus Ebal. Ein Neues Qumranfragment Samaritanischer Tradition? In: Early Christianity 1, 2010, p. 277-281.

Seebass, Horst. Garizim und Ebal als Symbole von Segen und Fluch. In: Biblica 63, 1982, p. 22-31.

Starcky , J. Les Quatre Étapes du Messianisme a Qumran. Paris. In: Revue Biblique 70, 1963, p. 481-505.

Teeple, Howard M. Qumran and the Origin of the Fourth Gospel. In: Novum Testamentum 4 (1960) 6-25.

Downloads

Publicado

07/10/2021

Como Citar

ARAUJO, G. L. de .; SILVA, L. H. da . O messianismo de Qumran e o Quarto Evangelho. Estudos Bíblicos, São Paulo, v. 34, n. 136, p. 431–442, 2021. Disponível em: https://revista.abib.org.br/EB/article/view/88. Acesso em: 27 nov. 2022.