"Ouve, ó Israel: Iahweh, nosso Deus, é o único Iahweh" (Dt 6,4): análise sócio-histórica sobre o contexto político de formação do Shemá Israel durante o século VII a.C.

Autores

DOI:

https://doi.org/10.54260/eb.v39i147.972

Palavras-chave:

Shemá Israel, tratados assírios, Iahweh, Judá

Resumo

O texto bíblico do Shemá Israel - "Ouve, ó Israel" (Dt 6,4-7) é uma perícope muito importante para a tradição bíblica e também para a tradição judaica. Se levarmos em conta o judaísmo atual, essa passagem é tida como uma importante profissão de fé. Por conta dessa centralidade, o Shemá Israel é um texto muito estudado, sobretudo pelo viés exegético e teológico, a partir de uma ótica de ênfase no culto monolátrico ou monoteísta para com Iahweh. Não obstante, no presente trabalho, buscamos fazer uma análise sócio-histórica da confecção do Shemá Israel a partir da influência dos tratados adê de vassalagem assírios. Por meio da comparação entre a ideologia assíria de tratados e a teologia presente no Shemá Israel, objetivamos demonstrar a forma como os conceitos de amor, unicidade e perpetuidade, muito presentes nos textos assírios, foram incorporados pelo Shemá Israel. Com isso, buscamos fazer um exercício de contextualização textual, para melhor entendermos o Shema Israel por meio do contexto histórico que o produziu.

Biografia do Autor

Matheus Carmo , Universidade Federal de Juiz de Fora, Juiz de Fora, Brasil

Mestre em História (Universidade Federal de Juiz de Fora), Especialista em Ciência da Religião (Universidade Federal de Juiz de Fora) e Especialista em História Antiga e Medieval (Universidade do Estado do Rio de Janeiro).  

Referências

BÍBLIA. Bíblia de Jerusalém. Nova edição, revista e ampliada. São Paulo: Paulus, 2002.

BOBBIO, Norberto; MATTEUCCI, Nicola; PASCHINO, Gianfranco. Dicionário de Política. Brasí-lia: Editora Universidade de Brasília, 1998. v. 1.

DONNER, Herbert. História de Israel e dos povos vizinhos: dos primórdios até a formação do Esta-do. 7. ed. São Leopoldo: Sinodal, 2017.

FINKELSTEIN, Israel. O Reino esquecido: Arqueologia e História de Israel Norte. São Paulo: Paulus, 2015.

FINKELSTEIN, Israel. State formation in Israel and Judah: A contrast in context, a contrast in trajec-tory. Near Eastern Archaeology, Chicago, v. 62, n. 1, p. 35-52, 1999. DOI: https://doi.org/10.2307/3210721

FINKELSTEIN, Israel; GADOT, Yuval; LANGGUT, Dafna. The unique specialized economy of Ju-dah under Assyrian rule and its impact on the material culture of the kingdom. Palestine Exploration Quarterly, Milton Park, v. 154, n. 4, p. 1-19, 2021. DOI: https://doi.org/10.1080/00310328.2021.1949531

FINKELSTEIN, Israel; NA’AMAN, Nadav. The Judahite Shephelah in the late 8th and early 7th centuries BCE. Tel Aviv, v. 31, n. 1, p. 60-79, 2004. DOI: https://doi.org/10.1179/tav.2004.2004.1.60

FINKELSTEIN, Israel; SILBERMAN, Neil Asher. A Bíblia não tinha razão. São Paulo: A Girafa, 2003.

FINKELSTEIN, Israel; SILBERMAN, Neil Asher. David and Solomon: in Search of the Bible's Sacred Kings and the Roots of the Western Tradition. New York: Simon and Schuster, 2006.

FRIZZO, Antônio Carlos. O Shemá, Israel em Dt 6, 4-9. Revista de Cultura Teológica, São Paulo, n. 34, p. 99-108, 2001. DOI: https://doi.org/10.19176/rct.v0i34.24148

GOTTWALD, Norman K. Introdução Socioliterária à Bíblia Hebraica. 2. ed. São Paulo: Paulus, 1988.

KAEFER, José Ademar. A Bíblia, a arqueologia e a História de Israel e Judá. São Paulo: Paulus, 2015.

KAEFER, José Ademar. Quando Judá se torna Israel. Revista Pistis Praxis, Curitiba, v. 12, n. 2, 2020.

KESSLER, Rainer. História social do Antigo Israel. Paulinas: São Paulo, 2010.

KOTLER, Carmia O Reino de Judá na época de Ezequias à luz das descobertas epigráficas. 2009. Dissertação (Mestrado em Língua Hebraica, Literatura e Cultura Judaicas) – Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2009.

LAUINGER, Jacob. Literary Connections and Social Contexts: Approaches to Deuteronomy in Light of the Assyrian adê-Tradition. Hebrew bible and ancient Israel, Tübingen, v. 8, n. 2, p. 87-100, 2019. DOI: https://doi.org/10.1628/hebai-2019-0010

LIVERANI, Mário. Antigo Oriente: História, Sociedade e Economia. São Paulo: Editora da Universi-dade de São Paulo, 2020.

LIVERANI, Mário. Para além da Bíblia: história antiga de Israel. São Paulo: Paulus, 2008.

LOWERY, Richard H. Os reis reformadores: culto e sociedade no Judá do Primeiro Templo. São Paulo: Paulinas, 2004.

MATOS, Sue’Hellen Monteiro de. La reforma de Josías y la legitimación de la violencia: considera-ciones arqueológico-históricas, exegéticas y hermenéuticas en la perspectiva de género, a partir 2 Re 23, 1-25. Revista bíblica, Buenos Aires, v. 82, n. 1, p. 59-77, 2020. DOI: https://doi.org/10.47182/rb.82-1-22020214

MONTE, Marcel Luís Paiva do. Os tratados adē – instrumentos políticos e jurídicos na construção imperial assíria (secs. viii-vii a.c.): entre a continuidade e a singularidade. 2012. Dissertação (Mes-trado) – Universidade de Lisboa, Lisboa, 2010. Disponível em: https://repositorio.ul.pt/handle/10451/4082. Acesso em: 21 abr. 2023.

NA’AMAN, Nadav. The King Leading Cult Reforms in His Kingdom: Josiah and Other Kings in the Ancient Near East. Zeitschrift für altorientalische und biblische Rechtsgeschichte, Wiesbaden, v. 12, p. 131-168, 2006.

NA’AMAN, Nadav. The Kingdom of Judah under Josiah. Tel Aviv, Tel Aviv, v. 18, n. 1, p. 3-71, 1991. DOI: https://doi.org/10.1179/tav.1991.1991.1.3

NA’AMAN, Nadav. Hezekiah and the Kings of Assyria. Tel Aviv, Tel Aviv, v. 21, n. 2, p. 235-254, 1994. DOI: https://doi.org/10.1179/tav.1994.1994.2.235

RÖMER, Thomas. A chamada História Deuteronomista: introdução sociológica, histórica e literária. Petrópolis: Vozes, 2008.

RÖMER, Thomas. A origem de Javé: o Deus de Israel e seu nome. São Paulo: Paulus, 2016.

SANTE, Carmine. Liturgia judaica: fontes, estrutura, orações e festas. São Paulo: Paulus, 2018.

SANTOS, António Ramos dos. Os tratados adê de Assarhaddon: contexto e significado. Revista de História Antiga, Lisboa, v. 1, p. 99-117, 1991. Disponível em: https://www.centrodehistoria-flul.com/uploads/7/1/7/0/7170743/ostratadosadedoreinadodeassarhadoncontextoesignificado.pdf. Acesso em: 21 abr. 2023.

SMITH, Mark S. O memorial de Deus: história, memória e a experiência do divino no Antigo Israel. São Paulo: Paulus, 2006.

SPIECKERMANN, Hermann. Juda unter Assur in der Sargonidenzeit. Göttingen: Vandenhoeck & Ruprecht, 1982. DOI: https://doi.org/10.13109/9783666538001

Downloads

Publicado

11/03/2024

Como Citar

CARMO, M. da S. . "Ouve, ó Israel: Iahweh, nosso Deus, é o único Iahweh" (Dt 6,4): análise sócio-histórica sobre o contexto político de formação do Shemá Israel durante o século VII a.C. Estudos Bíblicos, São Paulo, v. 39, n. 147, p. 74–90, 2024. DOI: 10.54260/eb.v39i147.972. Disponível em: https://revista.abib.org.br/EB/article/view/972. Acesso em: 17 jul. 2024.