Orientações de Paulo contra a idolatria na Comunidade de Corinto: a carne sacrificada aos ídolos (1Cor 8–10)

Autores

  • Osmar Debatin Instituto Teológico de Santa Catarina, Brasil

Palavras-chave:

Corinto, refeições, culto aos ídolos, ética paulina

Resumo

Paulo responde a um dos problemas levantados pelos Coríntios, ou seja, o das carnes sacrificadas aos ídolos e vendidas nos mercados da cidade. Comer ou não comer? É idolatria ou não? A comunidade estava dividida. Os mais esclarecidos, isto é, os fortes, afirmavam: Os ídolos não existem. Portanto, pode-se comer. Os menos esclarecidos, isto é, os fracos, tinham suas dúvidas. A opinião de Paulo é clara: Não há problema nenhum em comer dessas carnes, mas a solidariedade deve prevalecer. Portanto, em vez de perder o irmão fraco, pelo qual Cristo morreu, é melhor abster-se, logo o cristão não devia comer dessa carne oferecida aos ídolos.

Biografia do Autor

Osmar Debatin, Instituto Teológico de Santa Catarina, Brasil

Especialista em Formação de Educadores pela FAJE de Belo Horizonte (2005). Especialista em Leitura e Ensino da Bíblia pela EST (2009). Mestre em Leitura e Ensino da Bíblia pela Escola Superior de Teologia (2011). Doutor em Teologia Bíblica pela Pontifícia Universidade S. Tommaso DAquino em Roma (2020). Tem experiência na área de Teologia, com ênfase em Teologia Bíblica.

Referências

REYNIER, Chantal. Para ler o apóstolo Paulo. São Paulo: Paulus, 2012.

Downloads

Publicado

13/10/2021

Como Citar

DEBATIN, O. Orientações de Paulo contra a idolatria na Comunidade de Corinto: a carne sacrificada aos ídolos (1Cor 8–10). Estudos Bíblicos, São Paulo, v. 31, n. 124, p. 417–422, 2021. Disponível em: https://revista.abib.org.br/EB/article/view/210. Acesso em: 16 abr. 2024.