Qual é o nome dele?

Autores

  • Maria Aparecida Pascale Centro Universitário Salesiano de São Paulo, Brasil

Palavras-chave:

nomes de Deus, revelação progressiva, tradições culturais, indígenas e afro-brasileiros, diálogo itner-religioso

Resumo

Este artigo reflete sobre a experiência religiosa do povo de Israel, cujo Deus se manifesta sob diversos nomes, de acordo com cada momento histórico-cultural. A partir desta experiência entendem-se as manifestações de outras tradições culturais, como a dos indígenas e a dos afro-brasileiros com as diversas denominações a seus Deuses. A pertença a uma tradição religiosa é fundamental para a descoberta e manutenção da identidade original de cada grupo, o que confere sentido ao cotidiano da sua ida e o faz sentir-se protagonista da história e compromissado na construção de um novo mundo. O diálogo inter-religioso torna-se um caminho enriquecedor para a mútua aprendizagem e para assumi-lo em conjunto – a unidade na diversidade – o projeto de vida digna sem exclusão. Neste sentido, o êxodo israelita, como evento libertador de um povo, permanentemente celebrado, torna-se paradigma para todas as gerações e culturas, motivador da esperança militante. Será somente Iahweh, o nome divino revelado a Moisés, o único verdadeiro? Na Bíblia e nas diversas tradições culturais, encontramos outros nomes para a divindade: Elohim, Ruah, El Shaddai, Astarte, Ogum, Iemanjá, Iansã, Hã-Hã-Hãe... Afinal, qual é o nome Dele?

Biografia do Autor

Maria Aparecida Pascale, Centro Universitário Salesiano de São Paulo, Brasil

Mestra em Teologia pela Pontifícia Faculdade de Teologia Nossa Senhora da Assunção, Especialista em Educação sexual pelo Centro Universitário Salesiano de São Paulo, Especialista em Ensino Religioso Escolar pelo Centro Universitário Assunção.

Referências

ALEXANDER, Pat e David (ed.). O Mundo da Bíblia. Tradução de José Raimundo Vidigal. Paulinas. 2ª ed. São Paulo: Paulinas, 1985, p. 157-158.

BARROS, Marcelo. O sonho da paz. Petrópolis: Vozes, 1996.

BÍBLIA DE JERUSALÉM. São Paulo: Paulinas, 1987.

BÍBLIA DO PEREGRINO. São Paulo: Paulus, 2000.

BÍBLIA SAGRADA - Edição Pastoral. São Paulo: Paulus, 2014.

BÍBLIA SAGRADA - Tradução ecumênica. São Paulo: Loyola, 1994.

FREUD, Sigmund. O futuro de uma Ilusão. Rio de Janeiro: Imago, 1927.

JOÃO PAULO II. Carta Encíclica Dominum et Vivificantem, 1986.

PAULO VI. Carta Apostólica Eclesiam suam, 1964.

PREZIA, Benedito. Os povos indígenas do Brasil: hoje e ontem. In: Curso de Verão, ano XIII. Brasil 500 anos: por um jubileu de justiça e esperança. São Paulo: Paulinas, 1999, p. 19-34.

SCHWANTES, Milton. O Faraó - teimoso até o fim. Uma leitura sobre a conversão de opressores (Ex 7–12). In: Curso de Verão, ano I. São Paulo: Paulinas, 1988, p. 72-80.

SILVA, Rafael Rodrigues da. Resta esperança para o resto de Israel. Projetos de esperança em Sofonias. Estudos Bíblicos, n. 62. Vozes: Petrópolis, 1999, p. 16-30.

Downloads

Publicado

13/10/2021

Como Citar

PASCALE, M. A. Qual é o nome dele?. Estudos Bíblicos, São Paulo, v. 31, n. 124, p. 355–364, 2021. Disponível em: https://revista.abib.org.br/EB/article/view/158. Acesso em: 1 mar. 2024.