A boa-nova que tudo renova: um olhar a partir de Jesus

Autores

  • José Raimundo Oliva Centro de Estudos Bíblicos de Pernambuco, Brasil

Palavras-chave:

Apocalipse, Símbolos, Império Romano, Resistência sociorreligiosa

Resumo

O presente artigo versa sobre a simbolização da resistência política presente em Ap 17,1-18. Nesse sentido, busca-se analisar as relações entre o conjunto de símbolos utilizados no texto e a resistência política das comunidades cristãs diante da opressão do Império Romano no alvorecer do cristianismo. A partir de uma metodologia de natureza bibliográfica, o presente trabalho fomenta uma reflexão crítica entre o texto e o contexto do Apocalipse enquanto literatura engajada diante da oposição a condições
opressoras às quais muitas comunidades cristãs estavam submetidas. Está dividido em duas partes: o Apocalipse em seu contexto sociopolítico e análise hermenêutica de Ap 17,1-18 a partir do uso de símbolos no texto em questão como resistência política.

Biografia do Autor

José Raimundo Oliva, Centro de Estudos Bíblicos de Pernambuco, Brasil

Graduado em Teologia pela Escola Dominicana de Teologia (São Paulo). Licenciatura Plena em Filosofia, Psicologia e Sociologia pela Universidade Católica de Pernambuco. Formação em pesquisa bíblica pelo Curso de extensão do CEBI. Assessor do CEBI (Centro de Estudos Bíblicos) de Pernambuco.

Referências

FINKELSTEIN, Israel; SILBERMAN, Neil Asher. The Bible unearthed. New York: Touchstone, 2002. (E a Bíblia não tinha razão. São Paulo: Girafa, 2003; edição esgotada).

GARAUDY, Roger. Deus é necessário? Rio de Janeiro: Jorge Zahar Ed., 1995.

GARBINI, Giovanni. History and ideology in ancient Israel. London: SCM Press Ltd, 1997.

LIVERANI, Mario. Para além da Bíblia – História antiga de Israel. São Paulo: Paulus, 2008.

OLIVA, José Raimundo. Do Cristo a Jesus de Nazaré – Batismo e cidadania. In Estudos Bíblicos, n. 79, p. 88-100. Petrópolis: Vozes, 2003.

OLIVEIRA, Pedro A. Ribeiro de (org.). Opção pelos pobres no século XXI. São Paulo: Paulinas, 2011.

RICHARD, Pablo. O movimento de Jesus depois da ressurreição. Uma interpretação libertadora dos Atos dos Apóstolos. São Paulo: Paulinas, 1999.

VV.AA. A Bíblia pós-moderna – Bíblia e cultura coletiva. São Paulo: Edições Loyola, 2000.

VV.AA.; GUNDRY, Stanley (org.). Deus mandou matar? 4 pontos de vista sobre o genocídio cananeu. São Paulo: Editora Vida Nova, 2006.

VV. AA.; OLIVEIRA, Pedro A. Ribeiro de. Opção pelos pobres no século XXI. São Paulo: Paulinas, 2011.

VV.AA.; VIGIL, José Maria (org.). Descer da cruz os pobres: cristologia da libertação. São Paulo: Paulinas, 2007.

Downloads

Publicado

16/10/2021

Como Citar

OLIVA, J. R. . A boa-nova que tudo renova: um olhar a partir de Jesus. Estudos Bíblicos, São Paulo, v. 30, n. 119, p. 305–316, 2021. Disponível em: https://revista.abib.org.br/EB/article/view/283. Acesso em: 17 ago. 2022.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 > >>