Profecia bíblica e anarquismo na Tanakh

Autores

DOI:

https://doi.org/10.54260/eb.v38i146.451

Palavras-chave:

anarquismo, profetismo, antimonarquismo

Resumo

A tradição profética da religião de Israel incluía muitos elementos do que mais tarde integrará o pensamento anarquista. O objetivo deste artigo é observar a presença de discursos anarquistas e antimonarquistas em toda a Tanakh a partir de pesquisa bibliográfica qualitativa. A partir de uma caracterização mínima do anarquismo, analisaremos sua presença no discurso profético nos Profetas Anteriores, sobretudo nos livros de Juízes e 1Samuel, completando a análise com uma leitura do “estatuto do rei” de Deuteronômio 17 e de alguns textos dos Kethuvim. Os resultados do estudo indicam que o pensamento anarquista entre os profetas hebreus sempre se manteve em tensão com a monarquia, corrigindo seus excessos. Esta tensão é própria do pensamento anarquista até a atualidade que não é capaz de propor uma forma de governo, mas serve de corretivo para as formas que se instituírem no poder.

Biografia do Autor

Álvaro César Pestana, Seminário Teológico EBNESR

Doutor em Ciências da Religião (Universidade Católica de Pernambuco), Mestre em Letras Clássicas (Universidade de São Paulo) e Especialista em Docência Superior em Teologia (Faculdades Batista do Paraná. Docente no Seminário Teológico EBNESR, Recife, Brasil.

Referências

ARCHER JR. Gleason L. Merece Confiança o Antigo Testamento: Panorama de Introdução. São Paulo: Vida Nova, 1974.

ARNOLD, Bill T.; BEYER, Bryan E. Descobrindo o Antigo Testamento. São Paulo: Cultura Cristã, 2001.

AUNE, David E. The Westminster Dictionary of New Testament & Early Christian Literature & Rhetoric. Louisville: John Knox Press, 2003.

BLOCK, Daniel I. The Period of the Judges Religious Disintegration Under Tribal Rule. In: GILEADI, Avraham. Israel’s Apostasy and Restoration. Grand Rapids: Baker Book House, 1988, p. 39-57.

BOECKER, Hans Jochen. Orientação para a vida: Direito e lei no Antigo Israel. São Leopoldo: Sinodal, 2004.

BRIEND, Jacques (Org.). Israel e Judá: textos do Antigo Oriente Médio. São Paulo: Paulinas [Paulus], 1985.

BRIEND, J.; LEBRUN, R.; PUECH, E. Tratados e Juramentos no Antigo Oriente Próximo. São Paulo: Paulus, 1998.

BUBER, Martin. On The Bible: Eighteen Studies by Martin Buber. New York: Schocken Books, 1982.

BUBER, Martin. O Socialismo Utópico. São Paulo: Perspectiva, 1971.

CASSUTO, Umberto. A Commentary on the Book of Genesis. Jerusalem: The Magnes Press, 1974/1978.

CHRISTOYANNOPOULOS, Alexandre; ADAMS, Matthew S. (Eds.). Essays in Anarchism and Religion: Volume 1, 2, 3. Stockholm: Stockholm University Press, 2017. DOI: https://doi.org/10.16993/bak

CHRISTOYANNOPOULOS, Alexandre; ADAMS, Matthew S. (Eds.). Essays in Anarchism and Religion: Volume 2: Stockholm; Stockholm University Press, 2018. DOI: https://doi.org/10.16993/bas

CHRISTOYANNOPOULOS, Alexandre; ADAMS, Matthew S. (Eds.). Essays in Anarchism and Religion: Volume 3. Stockholm; Stockholm University Press, 2020. DOI: https://doi.org/10.16993/bbb

CLEMENTS, R. E. O Mundo do Antigo Israel: perspectivas sociológicas, antropológicas e políticas. São Paulo: Paulus, 1995.

COSTA, Caio Túlio. O que é anarquismo? São Paulo: Editora Brasiliense, 1980.

CRAIGIE, Peter C. The Book of Deuteronomy. Grand Rapids: Eerdmans, 1976.

CROWDER, George. Classical Anarchism: Political Thought of Godwin, Proudhon, Bakunin, and Kropotkin. Oxford: Clarendon Press, 1991.

DEVAUX, Roland. Instituições de Israel no Antigo Testamento. São Paulo: Editora Teológica, 2003.

DRIVER, S. R. The International Critical and Exegetical Commentary on Deuteronomy. Third Edition. Edinburgh: T. & T. Clark, 1902.

ELLUL, Jacques. Anarquía y cristianismo. México: Editorial Jus, 2005.

ELLUL, Jacques. The Politics of God & the Politics of Man. Grand Rapids: Eerdmans, 1972.

HOLLADAY, William L. Léxico Hebraico e Aramaico do Antigo Testamento. São Paulo: Vida Nova, 2010.

ISAACS, Alick. A prophetic peace: Judaism, religion, and politics. Bloomington: Indiana University Press, 2011. DOI: https://doi.org/10.2307/j.ctt2005vfn

MCCARTHY, Dennis J. Treaty and Covenant: A Study in Form the Ancient Oriental Documents and in the Old Testament. (Analecta Biblica 21). Romae: E Pontificio Instituto Biblico, 1963.

MALHADAS, Daisi; DEZOTTI, Maria Celeste Consolin; NEVES, Maria Helena de Moura. Dicionário Grego-Português: Volume 1. Cotia: Ateliê Editorial, 2006.

MOORE, George E. The International Critical and Exegetical Commentary on Judges. Seventh Impression. Edinburgh: T. & T. Clark,1958.

MORRIS, Brian. Pueblos sin gobierno: Antropología de la anarquía. Disponível em: <https://es.theanarchistlibrary.org/library/brian-morris-pueblos-sin-gobierno.pdf>. Acesso em: 4 dez 2021.

ROITMAN, Adolfo D. Bíblia, Exegese e Religião: Uma leitura do judaísmo. São Paulo: Vida, 2015.

VAN STEENWYK, Mark. What holy anarchist: Reflexions on Christianity & Anarchism. Edição do Kindle. Minneapolis: Misio Dei, 2012.

WALTON, John; MATTHEWS, Victor; CHAVALAS, Mark. Comentário Bíblico Atos – Antigo Testamento. Belo Horizonte: Editora Atos, 2003.

YOUNG, Edward J. Introdução ao Antigo Testamento. São Paulo: Vida Nova, 1964.

Downloads

Publicado

23/06/2023

Como Citar

PESTANA, Álvaro C. Profecia bíblica e anarquismo na Tanakh. Estudos Bíblicos, São Paulo, v. 38, n. 146, p. 195–208, 2023. DOI: 10.54260/eb.v38i146.451. Disponível em: https://revista.abib.org.br/EB/article/view/451. Acesso em: 16 jun. 2024.