Gn 11,1-9: contramito torre de Babel ao mito da fundação de Babilônia

Autores

  • Jacir de Freitas Faria Instituto Santo Tomás de Aquino, Brasil

Palavras-chave:

Babel, Babilônia, Impérios, Enûma Elîsh, Esagila, Confundir

Resumo

Propõe-nos o “contramito” de Gn 11,1-9, a torre de Babel, como crítica ao poderio babilônico. O destino dos impérios assassinos e opressores está nas mãos de Deus. A “confusão” (babel) e o conflito são subjacentes aos projetos que deixam o povo de fora e tentam impor a visão e interpretação dos poderosos.

Biografia do Autor

Jacir de Freitas Faria, Instituto Santo Tomás de Aquino, Brasil

Mestre em Exegese Bíblica (Pontifício Instituto Bíblico, Roma), doutorando em Teologia na Faculdade Jesuíta de Filosofia e Teologia. Reitor e professor de Exegese Bíblica no Instituto Santo Tomás de Aquino – ISTA, em Belo Horizonte. Membro efetivo da cadeira número 20 da Academia Divinopolitana de Letras. Padre e frade franciscano.

Referências

ARANA, Andrés Ibánez. Para compreender o livro de Gênesis. São Paulo: Paulinas, 2003.

BALLARINI, Teodorico. Introdução à Bíblia, II/1. Petrópolis: Vozes, 1975.

CROATTO, José Severino. Exilio y sobrevivencia. Tradiciones contraculturales en el Pentateuco. Comentario de Génesis 4,1–12,9. Lúmen: Buenos Aires, 1997.

CUNHA, Rogério Inácio de Almeida (org.). Criação de um outro mundo possível. Gn 1-11. São Leopoldo: CEBI, 2007.

KRAUSS, Heinrich; KÜCHLER, Max. As origens: Um estudo de Gênesis 1–11. São Paulo: Paulinas, 2007.

Downloads

Publicado

17/10/2021

Como Citar

FARIA, J. de F. . Gn 11,1-9: contramito torre de Babel ao mito da fundação de Babilônia. Estudos Bíblicos, São Paulo, v. 30, n. 120, p. 359–370, 2021. Disponível em: https://revista.abib.org.br/EB/article/view/262. Acesso em: 18 jun. 2024.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)