Gn 1,1–2,4a: a criação em sete dias como contramito ao mito babilônico da criação, Enuma Elish

Autores

  • Jacir de Freitas Faria Instituto Santo Tomás de Aquino, Brasil

Palavras-chave:

mito, contramito, resistência, opressão, imagem e semelhança

Resumo

Vivendo como exilado na Babilônia, Israel soube reconduzir a sua história para o Deus que outrora havia feito aliança eterna com os seus antepassados. Os mitos babilônicos exerciam forte influência sobre os babilônios. Seus deuses eram guerreiros e os cidadãos também o eram. Vendo isso, o povo da Bíblia respondeu com outro mito de criação. Como contraposição e lançando sinais de resistência, os exilados criaram o contramito da criação para demonstrar a face do Deus que cria gratuitamente e quer que os seus filhos vivam em harmonia entre si e com a natureza. Este artigo pretende demonstrar a relação entre os mitos bíblico da criação de Gn1,1–2,4a e o babilônico, Enuma Elish. O nosso objetivo é ressaltar o teor de contramito do texto bíblico, isto é, de resistência ao mito babilônico, bem como a diferença das cosmogonias que decorrem destes dois textos.

Biografia do Autor

Jacir de Freitas Faria, Instituto Santo Tomás de Aquino, Brasil

Mestre em Exegese Bíblica (Pontifício Instituto Bíblico, Roma), doutorando em Teologia na Faculdade Jesuíta de Filosofia e Teologia. Reitor e professor de Exegese Bíblica no Instituto Santo Tomás de Aquino – ISTA, em Belo Horizonte. Membro efetivo da cadeira número 20 da Academia Divinopolitana de Letras. Padre e frade franciscano.

Referências

A BÍBLIA de Jerusalém. Nova ed. rev. São Paulo: Paulus, 1985.

BALLARINI, Teodorico (org.). Introdução à Bíblia, v. II/1. Petrópolis: Vozes, 1975.

CHOURAQUI, André. No princípio. Rio de Janeiro: Imago, 2005.

FARIA, Jacir de Freitas. As mais belas e eternas histórias de nossas origens em Gn 1–11: mitos e contramitos. Petrópolis: Vozes, 2015.

______. Judaísmo e cristianismo: dois caminhos, duas culturas afins. Estudos Bíblicos, n. 61, p. 56. Petrópolis: Vozes, 1999.

______. HEIDEL, Alexander. The Gilgamesh Epic and Old Testament Parallels. 2. ed. Chicago: University of Chicago Press, 1963.

KRAUSS, Heinrich-Kuchler. As origens: um estudo de Gênesis 1–11. São Paulo: Paulinas, 2007.

SEUX, Marie-Joseph et al. La creación del mundo y del hombre en los textos del Próximo Oriente Antiguo. Salamanca: Verbo Divino, 1997.

Documentário: Ameaça ao homem: a preocupante feminização do macho. Disponível em: www.youtube.com/watch?v=I4cWpUrL-V8 – Acesso em: 17 dez. 2017.

Downloads

Publicado

06/10/2021

Como Citar

FARIA, J. de F. Gn 1,1–2,4a: a criação em sete dias como contramito ao mito babilônico da criação, Enuma Elish. Estudos Bíblicos, São Paulo, v. 35, n. 140, p. 425–439, 2021. Disponível em: https://revista.abib.org.br/EB/article/view/44. Acesso em: 27 maio. 2024.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)