Jerusalém, cidade dos profetas

Autores

DOI:

https://doi.org/10.54260/eb.v38i146.967

Palavras-chave:

Jerusalém, Isaías, Jeremias, Ezequiel, vida-morte-ressureição

Resumo

No século VIII a.C. e no século VI a.C., viveram em Jerusalém três grandes profetas: Isaías, Jeremias e Ezequiel. Para traçar uma linha que alcance essas três figuras, será usada a metáfora da vida, morte e ressurreição. Isaías, com seus oráculos de que o Senhor protegerá Jerusalém, representa o momento da vida; Jeremias, que testemunhou a destruição de Jerusalém pelo exército babilônio, representa o momento da morte; Ezequiel, com seus anúncios da reconstrução de Jerusalém, o momento da ressurreição. O objetivo é mostrar como eles participaram ativamente da vida da cidade, exercendo sua atividade profética diante dos reis e de todo o povo. A metodologia é essencialmente a da pesquisa bibliográfica. O ponto de partida foram as perguntas deixadas por um artigo de Gonçalves (1995), de modo especial a de onde vem a motivação para a atuação política dos profetas. Ao final, chega-se à conclusão de que essa motivação vem da experiência de Deus que eles fazem em suas vidas, que lhes permite ver o contexto em que vivem com os olhos de videntes de Deus

Biografia do Autor

Claudio Vianney Malzoni, Universidade Católica de Pernambuco, Recife, Brasil

Doutor em Ciências Bíblicas (Escola Bíblica e Arqueológica Francesa de Jerusalem) e Mestre em Ciências Bíblicas (Pontifício Instituto Bíblico de Roma). Docente na Universidade Católica de Pernambuco, Recife, Brasil. 

Referências

ALONSO SCHÖKEL, Luis; SICRE DIAZ, José Luis. Profetas I: Isaías, Jeremias. Tradução Ana-cleto Alvarez. São Paulo: Paulus, 2004. 2ª edição.

ASCENSÃO de Isaías. In: SPARKS, Hedley Frederick Davis. Apócrifos do Antigo Testamento. Revista Bíblica Brasileira, Fortaleza, v. 17, número especial 1-2-3, 2000.

ASURMENDI, Jesús Maria. Ezequiel. In: AMSLER, Samuel; ASURMENDI, Jesús Maria; AUNE-AU, Joseph; MARTIN-ACHARD, Robert. Os profetas e os livros proféticos. São Paulo: Paulinas, 1992. p. 251-299.

AUNEAU, J. Jeremias. In: AMSLER, S.; AMSLER, Samuel; ASURMENDI, Jesús Maria; AUNE-AU, Joseph; MARTIN-ACHARD, Robert. Os profetas e os livros proféticos. São Paulo: Paulinas, 1992. p. 184-247.

BÍBLIA de Jerusalém. São Paulo: Paulus, 2002.

CAZELLES, Henri. História política de Israel: desde as origens até Alexandre Magno. São Paulo: Paulus, 1986.

GONÇALVES, Francolino J. Isaïe, Jérémie et la politique internationale de Juda. Biblica, Roma, v. 76, n. 2, p. 282-298, 1995.

MARTIN-ACHARD, Robert. Isaías. In: AMSLER, S.; AMSLER, Samuel; ASURMENDI, Jesús Maria; AUNEAU, Joseph; MARTIN-ACHARD, Robert. Os profetas e os livros proféticos. São Paulo: Paulinas, 1992. p. 90-111.

MESTERS, Carlos. O profeta Jeremias: boca de Deus, boca do povo. São Paulo: Paulinas, 1992.

PIXLEY, Jorge. A história de Israel a partir dos pobres. Petrópolis: Vozes, 1989.

PONS, Jacques. Ezequiel, Livro. In: DICIONÁRIO enciclopédico da Bíblia. São Paulo: Loyola; Paulus; Paulinas, 2013. p. 509-513.

ROSSI, Luiz Alexandre Solano. Como ler o livro de Ezequiel: o profeta da esperança. São Paulo: Paulus, 2006.

SICRE DÍAZ, José Luís. Profetismo em Israel: o profeta, os profetas, a mensagem. 3. ed. Petrópo-lis: Vozes, 2008.

SILVA, Airton José da. Os últimos dias de Judá. Disponível em: https://airtonjo.com/site1/historia-16.htm. Acesso em: 15 maio 2023.

SOUZA, Mario de Mello. História de Israel. São Leopoldo: EST, 2018.

ZABATIERO, Júlio Paulo Tavares. Uma história cultural de Israel. São Paulo: Paulus, 2013.

Downloads

Publicado

23/06/2023

Como Citar

MALZONI, C. V. Jerusalém, cidade dos profetas. Estudos Bíblicos, São Paulo, v. 38, n. 146, p. 209–222, 2023. DOI: 10.54260/eb.v38i146.967. Disponível em: https://revista.abib.org.br/EB/article/view/967. Acesso em: 3 mar. 2024.