O “novo” em Paulo

Autores

Palavras-chave:

novo, Evangelho, Palo, Novo Testamento

Resumo

A irrupção da prática de Jesus tem no “novo” seu mais forte referencial. O paradigma do Reino de Deus anunciado por Jesus é a boa-nova. O anunciar da boa-nova por Jesus não é inovação nem novidade. O próprio precursor de Jesus anuncia a preparação para a chegada do Messias na perspectiva do novo Êxodo. No decorrer de sua prática, são inúmeras as situações onde Jesus recorre ao universo do novo para anunciar o Reino de Deus. Nascer de novo, odre novo, vinho novo, tirar coisas novas do baú, novo céu e novo mandamento são algumas das expressões mais conhecidas. Esta compreensão do novo inaugurado pela prática de Jesus irá fazer eco nas comunidades primitivas. Paulo é, acima de tudo, o apóstolo do Evangelho, da boa-nova. Também a tradição cristã irá expressar sua herança literária recorrendo ao novo, neste caso, ao novo mandamento. Este artigo tematiza o novo no Novo Testamento, particularmente nos escritos de Paulo. Investiga o lugar do novo no pensamento e escritos paulinos. Na sequência do discurso de Jesus, Paulo fala em nova criatura e nova vida. Os escritos paulinos compõem os textos da nova aliança.

Biografia do Autor

Flávio Schmitt, Faculdades EST, Brasil

Doutor em Ciências da Religião pela Universidade Metodista de São Paulo, Mestre em Ciências da Religião pela Universidade Metodista de São Paulo. Professor nas Faculdades EST em São Leopoldo-RS.

Referências

A inovação: definição, conceitos e exemplos. Disponível em:<http://inventta.net/radarinovacao/ a-inovacao/>. Acesso em: 10.10.2014.

BÍBLIA. Português. CNBB. CONFERÊNCIA NACIONAL DOS BISPOS DO BRASIL. Bíblia Sagrada: tradução da CNBB com introduções e notas. São Paulo: Ave Maria, 2001.

BRUCE, F.F. Paulo, o apóstolo da graça. São Paulo: Sheed Publicações, 2003.

CHAMPLIM, Russel Norman. O Novo Testamento Interpretado: versículo por versículo. v. 4. São Paulo: Candeia, 1998a.

______ O Novo Testamento Interpretado: versículo por versículo. v. 5. São Paulo: Candeia, 1998b.

DIAS, Agemir de Carvalho. Sociologia da Religião: Introdução às teorias Sociológicas sobre o Fenômeno Religioso. São Paulo: Paulinas, 2012.

Inovação. Aurélio, dicionário online de Português. Disponível em: <http://www.dicionariodoaurelio.com/inova%C3%A7%C3%A3o>. Acesso em: 10.10.2014.

Inovação. Disponível em:<http://pt.wikipedia.org/wiki/Inova%C3%A7%C3%A3o>. Acesso em: 10.10.2014.

GIAVINI, Giovanni. Gálatas: liberdade e lei na Igreja. São Paulo: Paulinas, 1987 (Pequeno comentário bíblico).

MESTERS, Carlos. Paulo apóstolo: um trabalhador que anuncia o Evangelho. São Paulo: Paulinas, 1991, 143 p. (Por trás das palavras).

Novidade. Aurélio, dicionário online de Português. Disponível em: <http://www.dicionariodoaurelio.com/novidade>. Acesso em: 10.10.2014.

Novo. Dicionário online de Português. Disponível em: <http://www.dicio.com.br/novo/>. Acesso em: 10.10.2014.

POHL, Adolf. Carta aos Romanos. Curitiba: Editora Evangélica Esperança, 1999 (Comentário esperança).

PRIETO, Christine. Cristianismo e paganismo: a pregação do Evangelho no mundo greco-romano. São Paulo: Paulus, 2007 (Bíblia e sociologia (Paulus).

Downloads

Publicado

12/10/2021

Como Citar

SCHMITT, F. . O “novo” em Paulo. Estudos Bíblicos, São Paulo, v. 32, n. 126, p. 135–147, 2021. Disponível em: https://revista.abib.org.br/EB/article/view/183. Acesso em: 16 abr. 2024.